Quem nos quer

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Então...

Uma vez alguém me disse "nunca vai ser o bastante"
sou workaholic ao extremo. Minha vida é em função do trabalho. Ou meu trabalho é em função da minha vida, sei lá. Sei que existo para trabalhar e se estou fazendo o que gosto, ah... a paixão é o que me move...
Talvez essa paixão toda me faça intransigente... talvez esse vício pelo certo, pelo feito, pelo rápido pelo tudo-agora-já, não me deixe olhar em volta...




É me liguei.
Gente é um bicho estranho:
 Quer tudo certo, mas se você cobra o certo é pressão.
Quer tudo já, mas se você exige um pouco mais de agilidade é assédio...
Talvez meu lugar seja mesmo num escritório de 4 paredes, um PC, ventilador de teto e uma secretária (eletrônica)...

(...)

Mesmo assim eu amo o que eu faço...

5 comentários:

Marcelo disse...

sou seu fã

Sylvio de Alencar. disse...

Querer tudo certo, querer tudo já...
Já foi dito que querer, não é poder...
Pruma pessoa poder fazer tudo certo, tudo rápido, tem que estar consciente do que está fazendo; e uma boa parte das pessoas fazem por fazer (por várias razões).
Assim que, voltamos a outro ditado: quer fazer rápido, bem feito? Humm: faça vc.

Bjs e legal ter aparecido. Sempre é bom tomar contato com o que a baiana tem.

Bjs querida.

Brenno Suñe Muntané. disse...

retribuindo a visitinha. Seja bem vinda.

Bruna Lorena disse...

Viver pra trabalhar equivale a vegetar. Muito bom seu blog. seguindo e obrigada por me seguir tb ;)

Cleyson Gomes disse...

Viver pra trabalhar ou trabalhar pra viver. Será um dilema shakespeareano? Não sei. eis a questão. Gostei do teu espaço.Muito bom!